Ir para conteúdo do site

Ir para conteúdo

Prefeitura de Mirandópolis - SP
Acompanhe-nos:
Facebook
Instagram
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
NOV
19
19 NOV 2019
MEIO AMBIENTE
Departamento do Meio Ambiente inicia programa de Coleta de Pilhas e Baterias usadas

Todos possui algum tipo de equipamento ou objeto que necessita de energia para o seu funcionamento. Materiais como pilhas e baterias, podem trazer diversos problemas para o meio ambiente quando não descartados de maneira correta após a sua utilização, como por exemplo: a contaminação do solo e dos lençóis freáticos.

Você sabe qual o procedimento ideal para a coleta correta de pilhas e baterias?

Segundo a Associação Brasileira de Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), são produzidas cerca de 800 milhões de pilhas comuns. O levantamento ainda revela um consumo médio anual de até seis unidades por habitante. Já as baterias chegam à produção anual de 10 milhões.

Além de prejudiciais ao meio ambiente, o cádmio, chumbo e mercúrio são extremamente agressivos à saúde. Todos esses componentes fazem parte da composição de uma única pilha, responsável em contaminar o solo por até 50 anos, se não for descartada de forma adequada nos pontos de coleta.

Qual é o problema?

Quando os materiais são descartados de forma incorreta podem gerar inúmeros problemas. Desde o aparecimento de doenças graves, como o câncer e mutações genéticas, a impactos ambientais irreversíveis.

Estes materiais não causam nenhum malefício no período de vida útil. O problema aparece no fim, quando descartadas fora dos locais de coleta de pilhas e baterias.

Segundo a legislação brasileira, o fabricante e os estabelecimentos comerciais que realizem a venda desses produtos é que são os responsáveis pelo recolhimento do material não mais utilizado. O nosso papel é depositarmos de forma correta nos postos de coleta de pilhas e baterias. O Conselho Nacional do Meio Ambiente ainda conta com uma lei que exige que todas as informações e danos sobre o descarte incorreto estejam dispostas na embalagem, facilitando a compreensão dos usuários.

Pensando em atitudes sustentáveis e melhor forma para fazer seu papel social, o Município de Mirandópolis de forma solidária e em parceria com a Gestora para Logística Reversa de Equipamentos Eletroeletrônicos (Greeneletron), implantou no Município o programa de coleta, em que a população de pode descartar as pilhas e baterias (que não sejam de veículos automotores e celulares) junto ao prédio do Departamento de Meio Ambiente, localizado na rua Seimi Sadano n.° 1193 – Paulicéia.

O Diretor do Meio Ambiente Renato Gonfiantini informa que, “futuramente o programa irá abranger novos pontos de coleta nas Escolas e UBS's do Município”, a Prefeitura também está trabalhando para firmar acordo com os estabelecimentos comerciais que realizem a venda desses produtos no Município.

O descarte será realizado sem nenhum tipo de custo por parte do poder público ou da população que aderir ao programa.

Para maiores informações, o cidadão deve entrar em contato com o Departamento de Meio Ambiente através do telefone: 3701-4455.

logo_rodape
ATENDIMENTO: Segunda-feira a Sexta-feira das 08h às 11h e das 13h às 17h
ENDEREÇO: Rua Dalva colaferro n° 1375 - Centro | CEP: 16800-000
TELEFONE: (18) 3701-9000
REDES SOCIAS:
Newsletter receba informativos da prefeitura em seu email
CADASTRAR
Seta
Copyright Instar - 2006-2020. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia